3º Seminário Virtual encerra mais uma etapa do projeto junto as indústrias do Paranapanema

O evento contou a participação de indústrias dos Setores de Alimentos e Bebidas

O 3º Seminário Virtual das Indústrias do Paranapanema, que foi realizado na ultima terça feira (28), através de videoconferência, contou com 57 participantes, sendo 19 representantes das Indústrias dos setores de Alimentos e Bebidas, além da diretoria e membros do Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio Paranapanema (CBH Paranapanema) e de seus Comitês Afluentes.

Os seminários virtuais, que tiveram como objetivo apresentar os resultados preliminares das etapas anteriores do projeto, receber contribuições e consolidar os dados levantados, foram realizados durante o mês de julho, sendo que o 1º Seminário reuniu as indústrias do Setor sucroenergético e o 2º o setor de papel e celulose.

A realização dos Seminários Virtuais junto as indústrias do Paranapanema é uma das etapas de um projeto contratado pela Agência Nacional de Águas (ANA) em atendimento ao Plano Integrado de Recursos Hídricos do Rio Paranapanema (PIRH Paranapanema), que tem como objetivo caracterizar o perfil de uso da água e estimar a carga efluente potencialmente poluidora da indústria, considerando as reduções geradas pelas ações sustentáveis de racionalização do uso da água e tratamento ou reuso de efluentes, identificando as boas práticas desenvolvidas pelas indústrias localizadas na Bacia Hidrográfica.

O 3º Seminário apresentou os dados que foram colhidos em 100% das indústrias do setor de bebidas alcóolicas localizadas na Bacia, e 66% do total de indústrias do setor de abate e frigorífico, de forma direta, por meio de questionários, ou indireta, repassadas pelos órgãos gestores.

Os dados apresentados mostram que as indústrias do setor de bebidas utilizam cerca de 2,87 m³ de água para cada 3,33 m³ de cerveja em indústrias de grande porte, e 3,75m³ de água para cada 8,32 m³ de cerveja para indústrias de pequeno porte. Os dados mostram que a perda por evaporação é de 0,55 e 0,60 por m³ de bebida.

O Setor de Bebidas é reconhecido por boas práticas da indústria com ótimos indicadores, com boas médias atuais e grande potencial em redução de uso da água. Os indicadores mostram o potencial de reduzir o lançamento de água residuária em mais de 500mil litros ao ano, reduzir o consumo anual em mais de 300 mil litros por ano, e reduzir a carga de DBO (demanda bioquímica de oxigênio) em 11 toneladas/ano.

Para o setor de alimentos os dados mostram que as indústrias utilizam 2,74 m³ para cada 12,78 toneladas no abate de bovinos, 3,05 m³ para 9,24 toneladas no abate de bovinos e suínos, 1,69 m³ para 12,05 toneladas no abate de suínos, 6,74 m³ para cada 17,00 toneladas no abate de aves e 2,46 m³ para 2,66 toneladas em subprodutos do abate.

O estímulo as boas práticas mostram um potencial em redução no consumo anual de mais de 6 bilhões de litros ao ano, redução no lançamento de águas residuárias em mais de 4 bilhões de litros ao ano, reduzir o consumo anual em mais de 270 toneladas por ano, e reduzir a carga de DBO (demanda bioquímica de oxigênio) em 11 toneladas/ano.

Iniciado em 2019, o Projeto realizou o levantamento das Indústrias que atuam na Bacia Hidrográfica; o levantamento junto aos órgãos gestores dos usos outorgados e licenciados; realizou duas oficinas com o objetivo de apresentar o projeto e levantar boas práticas na Bacia; e enviou um questionário aos usuários cadastrados. Os Seminários Virtuais foram realizados para apresentar estes dados levantados e receber contribuições. O próximo passo será a consolidação e analise dos resultados dos Seminários e a elaboração do Relatório Final para apresentação dos resultados do Projeto.

Acompanhe mais notícias do CBH Paranapanema em nossos canais de comunicação.

Fechar Menu