Chuvas de janeiro não atingem a média na região

Apesar da alta pluviosidade, o índice de precipitação ficou abaixo do esperado para o período na Bacia do Paranapanema

Realizada excepcionalmente nesta quinta-feira (23), durante a 4ª Reunião da Sala de Situação do Paranapanema os resultados alcançados com as estratégias estabelecidas foram analisados.

Na videoconferência, que reúne órgãos responsáveis pela gestão dos recursos hídricos, poder público municipal e usuários de água, o Operador Nacional do Sistema Elétrico divulgou os índices dos reservatórios presentes na Bacia Hidrográfica do Rio Paranapanema, sendo eles: Jurumirim 34%; Chavantes 16%; Capivara 46%; e Mauá 17%. O volume total de armazenamento dos reservatórios está em 34%.

De acordo com o Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (Cemaden), em janeiro, as chuvas não chegarão no índice médio histórico para o mês. Dessa forma, ficaram estabelecidas as seguintes diretrizes de operação:

  • UHE Jurumirim: Defluências de 100 m³/s;
  • UHE Chavantes: Defluências de 100 m³/s;
  • UHE Mauá: Defluências livres;
  • UHE Capivara: Defluências de 550m³/s (dias úteis) 330 m³/s (finais de semana)*

*Sujeita a alterações de acordo com o Sistema Interligado Nacional

O Operador Nacional do Sistema Elétrico apresentou, ainda, as projeções feitas baseandas em três cenários (otimista, médio e pessimista). De acordo com o cenário médio, até o fim de abril, os reservatórios estarão com os seguintes níveis de águas: Jurumirim 42%; Chavantes 42%; Capivara 50%; e Mauá 15%.

A Sala de Situação se reunirá novamente em 23 de janeiro de 2020.

Sala de Situação

Para compartilhar informações e tomadas de decisões, a Agência Nacional de Águas instituiu a Sala de Situação do Paranapanema, composta pelos seguintes integrantes, além da própria ANA: Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS), CTG Brasil, Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (Cemaden), Votorantim Energia, Departamento de Água e Energia Elétrica pelo Estado de São Paulo, Instituto Aguasparaná, pelo Estado do Paraná, Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio Paranapanema e os seis Comitês Afluentes, instituídos nos Estados de São Paulo e Paraná.

Também é possível acompanhar por meio do CBH Paranapanema:

  • org
  • com/cbhparanapanema
  • com/cbhparanapanema
  • com/cbhparanapanema
  • com/cbhparananemacomunicacao
Fechar Menu