bg-pagina
Sala de Situação

RESERVATÓRIOS DO PARANAPANEMA

A Bacia Hidrográfica do Rio Paranapanema passa, desde outubro de 2018, por um período de poucas chuvas, alcançando os piores índices registrados, segundo os dados da Agência Nacional de Águas e Saneamento Básico (ANA).  A falta de chuva culminou no baixo nível dos reservatórios presentes na Bacia.

Para compartilhar informações e tomadas de decisões, a Agência Nacional de Águas e Saneamento Básico instituiu a Sala de Situação do Paranapanema, composta pelos seguintes integrantes, além da própria ANA: Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS), CTG Brasil, Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (Cemaden), Departamento de Água e Energia Elétrica pelo Estado de São Paulo, Instituto Água e Terra, pelo Estado do Paraná, Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio Paranapanema e os seis Comitês Afluentes, instituídos nos Estados de São Paulo e Paraná; além das concessionários de energia.

A partir daí, medidas mitigadoras foram pensadas e articuladas em conjunto, de forma que os reservatórios pudessem aumentar o nível da água, mesmo sem as chuvas, e, assim, preservar os usos múltiplos dos recursos hídricos nestas áreas.

Além do monitoramento, a primeira medida tomada pela Sala de Situação foi a redução da vazão de defluência dos reservatórios. Cada reservatório possui um regime de operação que estipula o volume de água que entra no reservatório (vazão de afluência) e que sai do reservatório (vazão de defluência). Neste sentido, se há entrada de água maior do que liberada, a tendência é que os reservatórios aumentem seus níveis de armazenamento.

Comitês da Bacia Hidrográfica do Rio Paranapanema são mobilizados

O Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio Paranapanema (CBH Paranapanema) participa, por meio de sua Diretoria, das reuniões da Sala de Situação e estimula a participação de representantes dos seis Comitês Afluentes Estaduais, desde a instituição da Sala de Situação. Por meio dos canais de comunicação (e-mail, redes sociais e site), o Comitê tem disponibilizado informações à população sobre as decisões e a situação acerca da crise nos reservatórios da Bacia. Além de promover palestras e eventos para esclarecimentos aos interessados.

O Comitê tem trabalhado, ainda, na articulação junto aos atores da Bacia para execução de programas de revitalização, propondo atrelar a segurança hídrica e energética ao Plano Integrado de Recursos Hídricos do Paranapanema (PIRH Paranapanema). A proposta do Comitê é que o Plano seja incorporado às diretrizes das ações de segurança hídrica e energética.

Sabendo da preocupação de todos em relação a situação dos reservatórios com a medida atual de aumentar a vazão de defluência e, consequentemente, operar em níveis baixos de armazenamento, o CBH Paranapanema, emite informativos periódicos com os dados de operação e armazenamento dos reservatórios, assim como a previsão climatológica para o período.

É preocupação desta Diretoria manter os agentes envolvidos na gestão de recursos hídricos e toda sociedade informada. A Diretoria se empenha, ainda, para, dentro de suas competências, propor medidas mitigadoras, fomentar ações de revitalização, mobilizar os usuários em prol da Bacia e defender que haja água em quantidade e qualidade para todos, dentro de um uso sustentável, em que se pese os fatores ambientais, sociais, culturais e econômicos nas tomadas de decisões.

Para acessar os boletins Reservatórios da Bacia, clique aqui!

Para consultar a documentação das reuniões da Sala de Situação, clique aqui!

Fechar Menu