Frente fria e poucas chuvas são previstas para a próxima quinzena

O Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (Cemaden) destacou que a pluviosidade na região da Bacia Hidrográfica do Rio Paranapanema permanece abaixo da média. Como previsto, o mês de junho apresentou poucas chuvas, com volume bem menor do esperado para o período. Para a 1ª quinzena de julho, a previsão não é otimista, o cenário deve se manter, mesmo com a chegada de uma frente fria.

As informações foram repassadas durante a 6ª Sala de Crise do Paranapanema, realizada hoje (25). A engenheira do Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS), Camila Azevedo, apresentou os números referentes ao nível de água nos reservatórios localizados no Paranapanema, voltados para a geração de energia elétrica: Jurumirim 31%, Chavantes 23%, Capivara 64% e Mauá 58%. O volume útil dos reservatórios está, no total, com 40% do nível dos reservatórios, 5% a menos que em maio.

O representante do CBH Paranapanema na Sala de Crise, Emilio Prandi, citou a Medida Provisória em trâmite que altera a gestão dos reservatórios para o Ministério de Minas e Energia e o Grupo de Assessoramento da Bacia do Paraná, cujo comitês não foram convidados. Segundo ele, os dois pontos geraram preocupação ao Comitê do Rio Paranapanema. A secretária adjunta do CBH Paranapanema, Suraya Modaelli, reforçou a preocupação do Comitê pois as ações não consideraram os comitês de Bacias Hidrográficas, que são os parlamentos da água para a gestão participava e descentralizada na gestão de recursos hídricos.

O Superintendente de Operação e Eventos Críticos da Agência Nacional de Águas e Saneamento Básico (ANA), Joaquim Gondim, explicou que o Grupo de Assessoramento da Bacia do Paraná é composto por órgãos gestores e que se necessário haverá convites aos Comitês para participação, ele destacou também que a Sala de Crise do Paranapanema foi mantida por entender as especificidades da Bacia Hidrográfica e nesta instância os trabalhos serão mantidos.

A próxima reunião da Sala de Crise está agendada para o dia 30 de julho, às 15h, por videoconferência.

 

Sala de Crise

Para compartilhar informações e tomadas de decisões, a Agência Nacional de Águas e Saneamento Básico (ANA) instituiu a Sala de Situação do Paranapanema, posteriormente intitulada Sala de Crise, composta pelos seguintes integrantes, além da própria ANA: Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS), CTG Brasil, Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (Cemaden), Departamento de Água e Energia Elétrica e a Secretaria Estadual de Infraestrutura e Meio Ambiente SIMA, pelo Estado de São Paulo, Instituto Água e Terra, pelo Estado do Paraná, operadoras e geradoras de energia elétrica, Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio Paranapanema e os seis Comitês Afluentes, instituídos nos Estados de São Paulo e Paraná.

Também é possível acompanhar a situação dos reservatórios na Bacia Hidrográfica, por meio do CBH Paranapanema:

paranapanema.org

facebook.com/cbhparanapanema

instagran.com/cbhparanapanema

yuotube.com/cbhparanapanema

issuu.com/cbhparananemacomunicacao

 

Fechar Menu