Reservatórios da Bacia do Paranapanema apresentam recuperação

Chuvas dos últimos dias contribuíram para aumentar os níveis

Devido ao ciclone que passou marginalmente pela Bacia Hidrográfica do Rio Paranapanema, na última semana, houve chuva na região que contribuíram para uma ligeira recuperação dos reservatórios. Segundo os dados apresentados pelo Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (Cemaden), na reunião realizada hoje (03) por videoconferência, a previsão para os próximos sete dias é de chuvas ligeiramente acima da média dentro da Bacia.

O Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS) apresentou, durante a reunião, os índices percentuais dos reservatórios da Bacia Hidrográfica do Rio Paranapanema referentes ao volume de água, são eles: Jurumirim 40,44%; Chavantes 35,51%; Capivara 33,14% e Mauá 47%, o que representa um total de armazenamento dos reservatórios em 36% de sua capacidade.

Após as chuvas, as diretrizes de defluência dos reservatórios ficaram da seguinte forma:

  • UHE Jurumirim:

Julho: defluências de 120 m³/s em todos os cenários;

Agosto e setembro: defluências de 160m³/s no pessimista,180m³/s no médio e 200m³/s no otimista;

  • UHE Chavantes

Julho: defluências de 155m³/s em todos os cenários.

Agosto e setembro: defluências de 210m³/s no pessimista, 205m³/s no médio e no otimista.

  • UHE Capivara

Julho, agosto e setembro: defluências de 350m³/s em todos os cenários (com modulação entre 276m³/s e 500m³/s). *

*Sujeita a alterações de acordo com o Sistema Interligado Nacional

A previsão para os três cenários, otimista, médio e pessimista, respectivamente até o fim de setembro deste ano é: Jurumirim: 66%, 49% e 35%; Chavantes: 63%, 49% e 34%; e Capivara: 65%, 47% e 345%.

A próxima reunião da Sala de Situação está agendada para o dia 31 de julho, às 15h, por videoconferência.

Sala de Situação

Para compartilhar informações e tomadas de decisões, a Agência Nacional de Águas instituiu a Sala de Situação do Paranapanema, composta pelos seguintes integrantes, além da própria ANA: Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS), CTG Brasil, Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (Cemaden), Votorantim Energia, Departamento de Água e Energia Elétrica pelo Estado de São Paulo, Instituto Água e Terra, pelo Estado do Paraná, Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio Paranapanema e os seis Comitês Afluentes, instituídos nos Estados de São Paulo e Paraná.

Também é possível acompanhar por meio do CBH Paranapanema:

  • org
  • com/cbhparanapanema
  • com/cbhparanapanema
  • com/cbhparanapanema
  • com/cbhparananemacomunicacao
Fechar Menu